O Naturismo é uma forma de viver em harmonia com a Natureza caracterizada pela prática da nudez colectiva, com o propósito de favorecer a auto-estima, o respeito pelos outros e pelo meio ambiente.
Mostrar mensagens com a etiqueta #CNI. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta #CNI. Mostrar todas as mensagens

terça-feira, 1 de novembro de 2016

ReNUvar 2017

Já se encontram disponíveis para renovação os selos de 2017.

Aproveita a possibilidade de pagamento em mensalidades.

Em 2017 a FPN comemora o seu 40º Aniversário e temos disponíveis 3 pacotes de renovação à tua escolha, sabe tudo na nossa página.

Renova até 31 de Dezembro!
Informa-te junto do teu Clube ou diretamente FPN.

Cartão comemorativo do 40º Aniversário da FPN
Nota: O Cartão comemorativo é enviado com o selo impresso.
          O Selo acompanha para ser colado no Cartão Naturista Internacional.

Certificado digital do 40º Aniversário

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Cartão Naturista 2016 - Renovação

Já se encontram disponíveis os selos para 2016.

Renova ou adere ao Cartão Naturista.

Aproveita as várias vantagens do Cartão e as condições de renovação existentes.

Informações para renovação ou adesão através da FPN ou das entidades filiadas.

Saiba mais aqui.

quinta-feira, 18 de junho de 2015

FPN - Cartão Naturista Internacional

Cartão Naturista Internacional

A Federação Portuguesa de Naturismo fundada em 1977 e filiada na Federação Naturista Internacional desde 1978 é a entidade emissora do Cartão Naturista Internacional em Portugal.

A adesão poder ser realizada através das seguintes situações:


1 - Adesão directa pela FPN:

O Cartão Naturista Internacional emitido directamente pela FPN tem um valor de 40€, existindo desconto para casais, jovens e seniores.

Gratuito para menores de 18 anos.

2 - Adesão através das entidades filiadas:

Para as entidades filiadas na FPN o valor do Cartão Naturista Internacional para os seus Associados é de 15€ (desde 2006), podendo ou não estar incluído na quota da respetiva entidade.

Para as entidades filiadas com quota (*) em dia existe a possibilidade de aderirem ao Plano de Incentivos em vigor para o desenvolvimento do naturismo em Portugal.

Ao aderir as entidades filiadas podem obter subsídios superiores a 30% do valor de cada Cartão por elas solicitado.

Esta é a adesão ideal, atrvés das entidades filiadas está a apoior o naturismo em 3 niveis de actuação:
  • Regional;
  • Nacional;
  • Internacional .

3 - Adesão através de entidades com protocolos:

A possibilidade de protocolos para a emissão de Cartão Naturista Internacional emitido directamente pela FPN com entidades não filiadas é feita de acordo com o regulamento aprovado:

http://www.fpn.pt/ficheiro/ri_cni.pdf

O resultado do valor máximo de 25% de desconto para entidades não filiadas equivale ao dobro do valor que os associados das entidades filiadas acedem ao Cartão Naturista solicitado através da respetiva entidade se não aderirem ao plano de incentivos e em determinados casos ao triplo desse valor.

20 Motivos para aderir ao Cartão Naturista Internacional


http://www.fpn.pt/faqs/20_motivos.php

Adere e faz parte de uma comunidade mundial presente em mais de 40 países com centenas de espaços, Clubes e Associações espalhadas pelo mundo.

Junta-te aos milhares de portadores de Cartão Naturista em todo o mundo.

Juntos podemos contribuir para um mundo melhor!

Adere aqui:

http://www.fpn.pt/cartao/cartao.php

(*) Entidades filiadas - quota

A quota para entidades filiadas na FPN começa dos 15€ anuais para entidades com menos de 10 Cartões Naturistas solicitados.

As entidades filiadas podem ser isentas do pagamento de quotas.

Toda a informação é publica na pagina da Federação Portuguesa de Naturismo.

http://www.fpn.pt/cartao/cartao.php

quarta-feira, 6 de maio de 2015

Cartão Naturista - Vantagens



Com alguma frequência encontra-se nas redes sociais, através de pergunta directa por correio electrónico para o Clube ou mesmo pessoalmente a pergunta sobre as vantagens de ser associado e portador de Cartão Naturista Internacional emitido pela  FPN -Federação Portuguesa de Naturismo.

Outra pergunta pertinente mas menos frequente, embora seja mais completa:

Que vantagens e desvantagens, direitos e obrigações são obtidos quando se é portador CNI - Cartão Naturista Internacional emitido pela FPN, reconhecido como cartão INF / FNI -Federação Naturista Internacional e, consequentemente ser-se federado internacional?

A resposta a estas questões ou dúvidas pode ser pessoal ou institucional, para cada um de nós ser portador de Cartão Naturista pode ter significados muito diferentes e para outros não ter qualquer significado ou utilidade.

Procurando dar alguma clarificação sobre o tema e dividindo o mesmo em duas partes estas poderão ser duas respostas entre tantas outras sobre este assunto:

Resposta pessoal

Com base em vários anos de naturismo associativo e tendo aderido ao associativismo quase ao mesmo tempo que ao naturismo, não faz para mim grande lógica viver uma filosofia de vida e pertencer a um movimento global com representação em mais de 40 países sem me englobar nos mais de 450.000 naturistas representados na INF espalhados por todo o mundo.

Sem o contributo pessoal de todos os portadores de Cartão Naturista, o naturismo não era hoje um movimento global com centenas de Clubes e dezenas de Federações espalhados pelo mundo.

Não seria possível ter praias legalizadas, nem leis naturistas e muito menos seria possível ter instituições que nos representem, defendam os nossos interesses e procuram soluções para os nossos problemas.

Para mim faz todo o sentido que a grande maioria dos naturistas deveria ser federado, não por uma mera estatística ou numerologia, mas sim pelo peso que representaria para as instituições naturistas em geral e para a Federação Portuguesa de Naturismo em particular, tal como seria para todas as Federações dos vários países.

Para mim só através de uma coesão naturista nacional que dê peso e força às nossas instituições será possível elevar o naturismo em Portugal para novos patamares e desenvolvimentos.

Mais representatividade representa mais recursos humanos para se poder chegar a mais lados em simultâneo e para se poder executar mais tarefas em simultâneo.

Representa também mais recursos financeiros para levar a cabo mais acções, mais actividades, mais reuniões com entidades e acima de tudo mais rapidamente.

Mais recursos significa mais responsabilidade mas em simultâneo mais capacidade, mais intervenção e mais defesa dos nossos directos.

Uma Federação que represente 1% dos naturistas não tem, nem pode ter a capacidade de uma que represente 99% dos potenciais naturistas de um país.

Um mercado em que um conjunto de entidades represente a grande maioria dos seus consumidores debaixo de um chapéu de uma Federação Nacional, que por sua vez está debaixo de uma Federação Internacional tem um peso e uma representatividade significativamente maior que a dispersão anárquica de pessoas e meios.

Uma organização coesa, determinada e com uma estratégia comum abre portas a mais direitos, mais espaços legalizados e maior poder negocial perante as empresas que exploram o mercado naturista.

Poder negocial e representatividade representam a diferença entre ter ou não ter descontos em espaços naturistas, significa também uma clara afirmação que no nosso país existe e está quantificado um mercado potencial que será factor determinante para que os empresários possam justificar os seus investimentos, os seus planos de negócio e a contratualização de crédito para a concretização dos seus projectos futuros.

Para que tal seja possível, mais naturistas federados na FPN através dos Clubes nela filiados, através de novos Clubes e Associações ou mesmo directamente na Federação é um imperativo para o futuro do naturismo em Portugal.

Por outro lado mais naturistas federados abre as portas a mais actividades indoor levadas a cabo pelos respectivos Clubes, mais associados permite abrir a porta a ginásios, piscinas, spas, caminhadas, passeios de barco e a ferramentas de comunicação com jornais e revistas em papel ou em formato digital.

No limite permite que um Clube possa ter um espaço físico para realização de actividades como se pode encontrar noutros países da Europa.

Mais naturistas permite abrir caminho a mais publicidade nas páginas e publicações dos Clubes e em simultâneo criar condições para um crescimento sustentado dos mesmos.

Tudo isto por tão pouco


O valor de quotização dos Clubes filiados na FPN não só é baixo, como pode incluir a emissão do Cartão Naturista Internacional e em simultâneo pertencer à Federação nacional e internacional.

Em Portugal o valor mais alto são os 40€ de adesão directa à FPN e o mais baixo começa nos 22.5 para jovens ou seniores na filiação ao CNC, pelo meio um conjunto de várias possibilidades em valor e filiação.

Com valores mais apelativos para jovens, seniores e famílias, com ou sem jóia de inscrição, com actividades gratuitas ou a preços especiais para associados a escolha e o acesso são do foro pessoal de cada naturista.

Vantagens

As vantagens de ser portador de Cartão naturista dependem muito da nossa forma de estar no naturismo.

Protocolos e parcerias com vantagens sejam pelo Cartão em si seja pelo Clube a que se pertence.

Participação na vida associativa através da presença nos encontros, reuniões e Assembleias Gerais entre outros.

Participação em debates presenciais ou em espaços virtuais do Clube ou Federação.

Acesso ás publicações da Federação e do(s) Clubes.

Conhecer novos naturistas, frequentar ambientes naturistas e participar em actividades.

Ter Cartão Naturista é também ter acesso facilitado com ou sem desconto nos espaços naturistas em Portugal e no estrangeiro.

Não têm quaisquer obrigações específicas por ser associado, com excepção das regras básicas de convivência e comportamento exigidos na vida colectiva, respeito e cumprimento das leis que cada associação possui e que estão disponíveis para os seus associados.

Possibilidade de participar nas Assembleias Gerais das instituições (que geralmente decorrem uma ou duas vezes por ano), com voz e voto activos contribuindo para o seu desenvolvimento e caminho a percorrer.

Participação voluntária nas actividades e no contributo para as publicações do Clube e da Federação.

E finalmente à pergunta comum:

Quando se associar e em que Clube?

A resposta é simples e sempre igual, não será no meu Clube  (mas devia
), mas sim no Clube que seja mais próximo geograficamente da sua área de residência no caso de participar nas suas actividades ou no Clube com que se identifica mais se não participar.

Se tiver dúvidas no ano seguinte pode mudar de Clube, pode associar-se a mais do que um Clube ou pode solicitar o seu Cartão Naturista directamente na Federação.

O mais importante e independentemente da sua escolha é fazer parte da família naturista espalhada por todo o mundo, contribuir e apoiar a nossa filosofia de vida e claro ser portador de Cartão Naturista Internacional emitido pela Federação Portuguesa de Naturismo.

Paulo Garcia
Artigo Pessoal publicado originalmente no